Este pequeno livro do escritor piauiense Assis Brasil, escrito em Teresina, para a área infanto-juvenil ( e para todas as áreas, como quer o escritor), é uma prova contundente do poder da imaginação. Toda a história gira em torno de uma ideia fabular: um peixinho de aquário quer sair de lá e dar uma “voltinha”, sair do que ele mesmo chama de “do lado de fora”. Seria possível isso? Assis Brasil, com o seu belíssimo poder de imaginação, vai conseguir essa façanha, desenvolvendo uma de suas histórias mais fascinantes.

A sua narrativa, como sempre, é cheia de surpresas, de suspenses, de expectativas, de conhecimentos sobre os animais e a nossa condição humana. Não é bom adiantar o enredo para o leitor, sendo preferível que ele mesmo vá descobrindo as peripécias de uma narrativa incomum, original, que só vai é surpreender quem ler este empolgante “Nemo, o peixinho filósofo”.
 
Este livrinho vem enriquecer uma obra, que por si só já é bastante rica em solidariedade humana, em fraternidade e respeito ao ser vivo e à natureza. Com sua obra literária incomum, Assis Brasil vem valorizando, sistematicamente, tanto a literatura piauiense quanto a literatura brasileira, num trabalho ininterrupto e incansável, que já se aproxima dos cinqüenta anos de uma carreira exemplar, cheia de dedicação idealista a arte.
 
Por tudo isso é que somos gratos a Assis Brasil, por ele existir e por nos dar a oportunidade de melhorarmos a nossa própria vida, através de seu exemplo e de sua obra que nos penetra a fundo no nosso coração. É bom citar um personagem deste livrinho grandioso, um médico que foi testemunha dos acontecimentos do enredo de “Nemo, o peixinho filósofo”.
 
A certa altura da história, o médico disse, ele um homem lógico e pragmático: “Só as pessoas insensíveis não apreciariam tanta imaginação, tanta dedicação a um dos seres tão vulneráveis. Que dimensão humana vocês têm: vou sair hoje daqui renovado por dentro, cheio dessa espiritualidade e dessa bondade que reina nesta casa. O que quer que aconteça com Nemo – e espero em Deus não acontecer – somos pessoas melhores daqui em diante. Por tudo que essa fraternidade representa para nós, e por que não dizer, para toda a humanidade?”
 
E disse mais o médico: “infelizmente ainda não podemos divulgar um acontecimento incomum como este. Nem todas as pessoas estão preparadas para compreender gestos dessa natureza tão dignos, tão elevados. Vocês me fizeram sair da minha rotina de trabalho, tão pragmática, tão lógica, tão insensível, e me fizeram mergulhar, de repente, num mundo de sensibilidade e de bondade, que a gente às vezes esquece que existe. Obrigado por tudo.”
 
 
Os editores
Nemo, o peixinho filósofo é mais um lançamento da Nova Aliança Editora.
Pedidos: (86) 32216793