Dicionário de Personagens da Ficção Portuguesa. Esse é o projeto, coordenado pelo professor de Teoria Literária da Universidade de Coimbra, Carlos Reis, cujo objetivo é mapear os mais representativos personagens da Literatura Portuguesa. Nessa empreitada, Carlos Reis conta com a participação dos pesquisadores Marisa Henriques e Renan Marques.

O Dicionário resulta do projeto "Figuras da Ficção" e foi articulado em 4 linhas:
"a personagem, enquanto categoria narrativa com reconhecido potencial semântico e diversificada elaboração, em várias épocas e géneros narrativos;
a literatura portuguesa, enquanto campo literário que corresponde ao que é usual designar como literatura nacional e determinando o fundamental do corpus de entradas;
a história literária, enquanto processo que envolve transformações que incidem sobre a categoria narrativa aqui em causa, designadamente (mas não só) no que toca ao devir de movimentos periodológicos;
os estudos narrativos, enquanto campo teórico alargado e interdisciplinarmente enriquecido por extensões que conduzem a narrativas não literárias e não verbais (cinema, jornalismo, televisão, banda desenhada, videogames, etc.), contempladas na medida em que ilustram a sobrevida da personagem literária noutros contextos e suportes, com destaque para a questão da transposição intermediática."
 
O recorte cronológico da seleção dos personagens vai do século XIX até a atualidade. A escolha, conforme esclarece o texto de apresentação do projeto, "não se limitará a ser uma obra com alcance meramente descritivo; ele privilegiará uma dimensão exegética, com certo índice de problematização das matérias contempladas".
 
Veja como está organizado metodologicamente o projeto, a partir da personagem Amélia, de O Crime de Padre Amaro).