A Academia Piauiense de Letras lançou no sábado, 28, seu novo site. Repaginado, o sítio da instituição é mais um dos serviços oferecidos pela Casa de Lucídio Freitas em comemoração ao ano de seu Centenário. Além de consagradas iniciativas como a Coleção Centenário, que reúne mais de cem obras de reconhecido valor da literatura e de outras campos do saber, a Coleção Século XXI, que dá continuidade ao trabalho de valorização dos novos valores da pesquisa e da literatura piauiense, o sodalício aposta que o site será mais uma contribuição relevante à cultura piauiense.

 “A  Academia é dos acadêmicos, mas, em primeiro lugar, da sociedade”, diz o presidente Nelson Nery Costa. Empreendedor, o presidente, que é defensor público, historiador e autor de livros jurídicos, além de professor da Universidade Federal do Piauí, vai para o terceiro mandato à frente da APL e vem sucedaneamente realizando, a cada gestão muitas conquistas, entre elas, a reforma do prédio da agremiação. O site “além de assegurar elementos para pesquisas sobre a história da APL e de seus membros, também oferecerá condições a que se adquiram livros editados pela entidade, facilitando, assim, a distribuição  de obras editadas pela associação cultural”. A iniciativa revigora o interesse da Academia de estar em sintonia com seu tempo e a próxima da sociedade, revigorando ações como o Museu da Literatura Piauiense, recentemente inaugurado.

A solenidade de apresentação do site da APL contou também com o lançamento de livros. Lançaram-se os livros Memorial de um lutador obstinado, de William Palha Dias, pela Coleção Centenário; Tarot de Marselha, de Socorro Cabral, pela Coleção Nada em Ordem; Maria da Inglaterra em Quadrinhos, de Wilson Seraine; e Lições de Vida, de João José Bastos Lapa.