Quem construiu Tebas de sete portas?

Nos livros estão os nomes dos reis.

Foram os reis que arrastaram os blocos de pedra?

E as várias vezes destruída Babilónia —

Quem é que tantas vezes a reconstruiu?

Em que casas da Lima fulgente

de oiro moraram os construtores?

Para onde foram os pedreiros na noite em que ficou pronta

a Mu­ralha da China? A grande Roma

está cheia de arcos de triunfo. Quem os levantou?

Sobre quem triunfaram os césares?

Tinha a tão cantada Bizâncio

Só palácios para os seus habitantes?

Mesmo na lendária Atlântida

Na noite em que o mar a engoliu bramavam os

afogados pelos seus escravos.

O jovem Alexandre conquistou a Índia.

Ele sozinho?

César bateu os Gálios.

Não teria consigo um cozinheiro ao menos?

Filipe da Espanha chorou, quando a armada se afundou.

Não chorou mais ninguém?

Frederico II venceu na Guerra dos Sete Anos —

Quem venceu além dele?

Cada página uma vitória.

Quem cozinhou o banquete da vitória?

Cada dez anos um Grande Homem.

Quem pagou as despesas?

Tantos relatos

Tantas perguntas.

 

 

Trad. de Paulo Quintela