(Às Mulheres do Portal Entretextos e às visitantes da página no Dia Internacional da Mulher).

 

Explodem dentro de mim

A Mulher Madalena

A Mulher mãe de santo

A Mulher rasga-pranto.

 

Desabrocham dentro de mim

A Mulher Negra tagarela

A Mulher diz-que-me-disse

A Mulher Diadorim

A Mulher andorinha

A Mulher puta de botequim.

 

Eternizam-se dentro de mim

A Mulher do deboche

A Mulher corre-corre

A Mulher pode-pode.

 

 

 

Vivem dentro de mim

A Mulher Beatriz

A Mulher de Diamante

Que sequer pensa em Dante.

 

Perpetuam-se dentro de mim

A Mulher Laura de Petrarca

A Mulher Musa dos poetas

A Mulher que chora por amor

Que arde no fogo sem sentir dor

E brota das cinzas e depois vira FLOR.


 Rosidelma Fraga – 08 de março de 2013.