Miguel Carqueija

 

Resenha do documentário “South of the border with Disney” (Ao sul da fronteira com Disney) – EUA, Walt Disney Productions, 1942.

 

            Esta reportagem é o bônus que acompanha a edição brasileira em DVD (da Disney DVD) do desenho “Alô, amigos” (Saludos, amigos) que Walt Disney produziu em 1942 para auxiliar a política de boa vizinhança na América, desenvolvida pelo então presidente dos Estados Unidos, Roosevelt.

            Como se sabe, este desenho de 42 minutos (impropriamente chamado de longa-metragem) mostra o Pato Donald encontrando Zé Carioca no Rio de Janeiro e diversas historietas passadas em locais diversos da América do Sul. Introduz o Zé Carioca (ou Joe Carioca). Mostra o Pateta (Goofy) bancando o gaúcho argentino. Apresenta ainda uma numerosa equipe de profissionais do cinema desembarcando no Rio de Janeiro e depois se movendo pelo continente sul-americano (mostrado em mapas estilizados), capitaneada por Walt Disney, facilmente identificável com seu bigode, e muitos outros elementos, homens e mulheres, de difícil identificação.

            A reportagem mostra mais a equipe sem apontar os nomes (uma deficiência, no meu entender). Nela flagramos cenas curiosas como o desfile do 7 de setembro no Rio, o Corcovado, o Maestro Villa-Lobos, o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Maracanã (bairro), Copacabana, o Jardim Botânico, a vitória-régia, flamingos, um tapir. Depois vem a sequência clássica onde Zé Carioca e Donald se apresentam.

            Também são exibidas imagens de outros países, notadamente do Lago Titicaca, na Bolívia. Vemos os Andes chilenos, lhamas, guanacos, pelicanos, e chegamos até o México, já na América do Norte.

            Uma curiosidade histórica, reportagem de um filme — “Saludos, amigos” — que já é uma espécie de reportagem.

            Disney era um perfeccionista com uma equipe de perfeccionistas e sua importância na história do cinema é inestimável.

 

Rio de Janeiro, 4 a 11/11/2016.