O escritor piauiense Francisco de Assis Almeida Brasil foi indicado para disputar a cadeira nº 29 na Academia Brasileira de Letras - ABL. O escritor afirmou ao Cidadeverde.com na manhã deste sábado (6) que está pensando na idéia de sair candidato.
 

Segundo Assis, ainda não está confirmada sua candidatura. “Tem muita gente grande concorrendo, é preciso que seja feita uma grande campanha para ocupar a cadeira. Eu não tenho tanta disposição para ir atrás de uma campanha como esta”, disse.

 
Porém o escritor não descartou a hipótese. “É uma honra eu ter meu nome indicado para esta vaga, mas por enquanto eu estou pensando. Não digo que sim, nem que não”, afirmou Assis Brasil. 

 
Na última quinta-feira o presidente da academia declarou a abertura da vaga, após a saída do bibliófilo e empresário José Mindlin. 
 

Desde o último domingo são cogitados vários nomes para a sucessão da vaga. Dentre eles: o escritor Ziraldo, o cantor e compositor Martinho da Vila, o ministro do Supremo Tribunal Federal Eros Grau, o diplomata, ensaísta e tradutor Geraldo Holanda Cavalcante e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
 

O piauiense Assis Brasil tem de 100 obras publicas, onde todos os anos uma delas são citadas nas provas das universidades estadual e federal do Piauí. 
 

Conheça um pouco da vida do escritor
 
Francisco de Assis Almeida Brasil nasceu no dia 18 de fevereiro de 1932 em Parnaíba, Piauí, cidade onde existe uma fundação cultural com o seu nome. É romancista, cronista, crítico literário e jornalista. 
 

Como crítico literário, atuou intensamente na imprensa brasileira, especialmente no Jornal do Brasil, Diário de Notícias, Correio da Manhã e O Globo e na revista O Cruzeiro, Enciclopédia Bloch e Revista do Livro. 
 

Ele é o membro número 36 da Academia Parnaibana de Letras. Embora ainda não faça parte da Academia Brasileira de Letras, existe uma forte movimentação neste sentido.


Teresa Farias (Especial para o Cidadeverde.com)
Fonte: www.cidadeverde.com