BIOGRAFIA

A obra de Alphonsus de Guimarães é considerada uma das mais influenciadas pelo misticismo de nossa literatura. Autor pertencente à corrente do Simbolismo, Alphonsus tem também em seus poemas elementos do Romantismo, além da utilização de redondilhas, versos alexandrinos e sonetos.

Nasceu em Ouro Preto em 1870 onde concluiu seus primeiros estudos. Logo vai para São Paulo para estudar direito, formando-se em 1895. Foi em São Paulo que teve contato com os ideais simbolistas e construiu a maior parte de sua obra. Em viagem ao Rio de Janeiro, conheceu Cruz e Sousa, um dos maiores ícones do Simbolismo. Voltou para Minas Gerais para residir em Mariana, onde trabalhou como juiz; lá viveu até a sua morte, em 1921, ao lado da esposa Zenaide de Oliveira e seus quatorze filhos.

Ainda em Ouro Preto, teve uma experiência que influenciou sua poesia por toda a vida: sua prima e noiva, Constança (filha do escritor Bernardo de Guimarães) morreu aos 18 anos, às vésperas do casamento. Ela passa a aparecer por toda a sua obra, dentro dos moldes medievais: pura, intocável, perfeita, sendo muitas vezes confundida com a própria Virgem Maria - de quem o poeta era devoto fervoroso. A morte aparece, então, como única maneira de chegar à amada, sendo portanto desejável, o que o aproxima muito dos poetas românticos. Sua poesia é toda marcada por uma profunda suavidade e lirismo, com uma linguagem simples e um ritmo bem musical, cheio de aliterações e sinestesias.

Principais obras:

Setenário das dores de Nossa Senhora e Câmara ardente (poesia);
O Lutador, Minas Gerais;
Obra Completa;
Alphonsus de Guimarães: os melhores poemas.

AMOSTRAGEM

Aguarde...

FORTUNA CRÍTICA

Aguarde...