• 22:07:58 ModeradorEntretextos saindo da conversa...
  • 22:05:29 Eduardo Lacerda Muito obrigado a todos!
  • 22:05:04 Luiz de Oliveira Entrarei em contato.
  • 22:04:45 ModeradorEntretextos Mais uma vez, sucesso! E obrigado a todos que participaram do bate-papo. Boa noite!
  • 22:04:08 Eduardo Lacerda Os nossos contatos: www.editorapatua.com.br (site) e editorapatua@gmail.com (e-mail)
  • 22:03:44 Eduardo Lacerda E reforço o pedido do endereço para que eu envie meu livro.
  • 22:03:32 Eduardo Lacerda Quero agradecer seu convite, o espaço e a oportunidade. Espero ter sido útil aos seus amigos e leitores.
  • 22:02:51 ModeradorEntretextos Caro Eduardo, para finalizar o bate-papo, Entretextos deseja sucesso no lançamento de Outro dia de folia e pede que apresente os contatos da editora, para os que irão ler esse bate-papo posteriormente.
  • 22:02:21 Eduardo Lacerda E muito Drummond, o melhor poeta que já tivemos. (também Gullar, gosto muito).
  • 22:02:04 Eduardo Lacerda Leminski, João Cabral, Hilda Hilst, Gabriel Garcia Marquez (mesmo sendo romances), Ana C Cesar, Fábio Weintraub (esse contemporâneo), Lilian Aquino (essa jovem e contemporânea e quem eu considero uma das melhores poetas)
  • 22:01:01 Eduardo Lacerda Mas mais que editar, acho que a convivência com tantos poetas... isso foi fundamental.
  • 22:00:54 Geovane Monteiro O Eduardo poderia falar de leituras que influenciaram seu fazer poético?
  • 22:00:12 Eduardo Lacerda Sim, eu não consigo separar esse trabalho de editor do de poeta. Mas isso é muito comum na poesia, não é? Na literatura em geral. V woolf era editora, os irmãos campos eram críticos e editavam uma revista, Fernando Pessoa editou revistas literárias
  • 21:59:06 Eduardo Lacerda Buscamos analisar se dentro do que se propõe o autor conseguiu desenvolver bem aqui. E, como são jovens, muitos deles ainda estão formando uma linguagem. É nosso trabalho ajudar, orientar.
  • 21:58:27 Eduardo Lacerda Veja, Luiz, eu evito ao máximo esse sectarismo que existe na literatura, de excluir quem não faz o que você gosta, de boicotar. A poesia tem milhões de linguagens de qualidade. Existem bons poemas parnasianos, beats, marginais, modernos, haikais, concretos, visuais.
  • 21:58:03 Geovane Monteiro O fato de ser editor e portanto ter tido contato com várias coisas que estão fazendo hoje influenciou de certo modo esse seu novo "pensar a linguagem" de sua poesia?
  • 21:56:33 Luiz de Oliveira Como leitor de poesia, até onde as suas preferências poéticas ajudam ou atrapalham na escolha dos livros a ser editados?
  • 21:56:27 Eduardo Lacerda Sim, este poema é o primeiro que escrevi para o livro e o último da série "festins", a parte principal do livro.
  • 21:56:03 Eduardo Lacerda Um livro pode ficar pronto em 1 mês, mas geralmente trabalhamos em 6 livros diferentes e ao mesmo tempo... a patuá está publicando uma média de 04-06 livros por mês.
  • 21:55:35 Geovane Monteiro O poema o Ovo, dos tempos em que dialogávamos no café literário, figurará em Outro dia de folia?
  • 21:55:19 Eduardo Lacerda Acho que eu desenvolvi uma poética e uma linguagem... 'uma voz', isso não significa que seja boa, madura ou de qualidade, eu não estou dizendo isso, estou dizendo que pensei muito pra desenvolver isso.
  • 21:55:07 Cícero Quanto tempo em médio o senhor providencia a edição de um livro?
  • 21:54:34 Eduardo Lacerda O livro sempre chamou Outro dia de folia. Eu reescrevi muitos dos poemas, mas acho que o maior trabalho foi o de fortalecer uma linguagem.
  • 21:53:39 Geovane Monteiro Lembro, se não me falha a memória, que o título era Dia de folia e agora uma leve alteração para Outro dia de folia. Os poemas, foram feitas muitas alterações? Como se dá o processo de reescrita no fazer poético do Eduardo?
  • 21:53:06 Eduardo Lacerda E também acho que com a editora... antes eu não poderia ser o meu editor...
  • 21:52:52 Eduardo Lacerda E eu esperei o momento certo. Eu tentei esse prêmio do Governo do Estado algumas vezes, eu confiava no meu livro e quis esperar esse prêmio.
  • 21:52:23 Eduardo Lacerda Existiram vários motivos para essa demora de 11 anos. Primeiro eu precisava amadurecer meu livro, não poderia publicar qualquer coisa.
  • 21:51:59 Eduardo Lacerda Não pretendo publicar literatura infantil, a minha paixão é a poesia... e o conto e o romance por outro lado.
  • 21:51:36 Eduardo Lacerda E um outro livro com temática de folclore.
  • 21:51:25 Eduardo Lacerda Nós temos dois livros de literatura infantojuvenil, Anilina, Ziguezague e Désirée, de João Paulo Hergesel, um garoto que publiquei no jornal O Casulo em 2007, ele tinha 16 anos... com 20 eu editei o livro dele. E essa semana ele ganhou o prêmio Monteiro Lobato do Sesc
  • 21:50:08 Geovane Monteiro Conheço alguns dos poemas de seu livro de estréia. Já parecem prontos, porque são bons, agradáveis de ler, mas há uma certa "demora" em publicar. Isso se deve a quê?
  • 21:49:41 ModeradorEntretextos A literatura infanto-juvenil e a infantil está nos planos da Patuá?
  • 21:48:42 Eduardo Lacerda Não todos, seria impossível, mas 90% dos autores da editora costumam beber comigo, sair para conversar, ler poemas em bares, em saraus.
  • 21:48:06 Eduardo Lacerda Geovane, por pior que seja o mundo, por mais ácido, eu acredito nas pessoas que querem mudar o mundo. Eu sempre tentei fazer isso com a editora. Publicar um garoto ou garota de 20 anos, de graça e com qualidade... isso cria um vínculo, uma amizade.
  • 21:47:13 Eduardo Lacerda Sim, é um livro de poemas chamado Outro dia de folia. Será lançado em uma semana, dia 06/12
  • 21:46:56 Eduardo Lacerda Os meus autores, que são meus amigos, achariam muito estranho eu confiando os meus poemas para outra editora.
  • 21:46:40 Eduardo Lacerda Então eu quis o desafio de editar meu próprio livro. Eu poderia procurar uma editora e pagar, mas estaria, além de dando o dinheiro para outra proposta, duvidando da minha capacidade de fazer algo bom.
  • 21:46:00 Eduardo Lacerda Ano passado recebi um prêmio do Governo de São Paulo no valor de 10 mil, isso permite publicar uma tiragem luxuosa de 1000 exemplares (desses 200 serão distribuídos gratuitamente em bibliotecas)
  • 21:45:57 Luiz de Oliveira Seu livro é de poesia?
  • 21:45:15 Eduardo Lacerda Sobre publicar o meu próprio livro. Eu comecei a escrever ao mesmo tempo que comecei a editar, as duas coisas de forma muito rudimentar. E acho que fui evoluindo nessas duas áreas.